terça-feira, agosto 19, 2014

RETORNANDO À ATIVA.

Seguindo a proposta de alguns amigos blogueiros das anitgas, topei voltar a ativar meu Observador.
Na verdade, o meu primeiro Observador, de 2002, já que o mais ativo que eu tive - que morava no Blogbrasil, destruido impiedosamente por virus daninhos - já era.

Então, consegui - com a ajuda da minha filha #1. Amdréa Cals (a muie do mei do mato) - achar esse meu desbravador Observador e será nele que eu espero voltar a atividade.

ASSIM ESPERO!


sexta-feira, dezembro 28, 2007

DESEJOS, ESPERANÇAS E EXPECTATIVAS

Num ano que vai ficar marcado para mim, como o ano da renovação, do meu coração revascularizado, quero deixar marcado, registrado, em todos os meus queridos blogues e assemelhados, minha felicidade e esperanças para os muitos outros anos que eu ainda espero desfrutar aqui no planeta.
E que essa esperança e felicidade, seja estendida a todos amigos, parentes e os mais chegados, em toda a sua plenitude.

FELIZES ANOS NOVOS!

sábado, dezembro 31, 2005

PRÁ NÃO PASSAR EM BRANCO

Preparei esse texto, quase nada, para não deixar passar em branco os meus blogues secundários.
Alguns, nem tanto, esse por exemplo, pois já tiveram seus dias mais “gloriosos”. Apenas cederam espaço para o titular, além de não sobrar tempo ao natural “alimentador” geral.
Mas, moram no meu coração.

FELIZ ANO NOVO! VIVA 2006!

segunda-feira, abril 25, 2005

CASA DO BRUNO
Idéia inicial da casa do meu filho Bruno, que eu e a Andréa, irmã dele, estamos projetando em São Paulo, Granja Viana.


Atualmente, principalmente depois desse fim de semana, alterações várias apareceram.

FICOU MUITO BOA!

sexta-feira, fevereiro 18, 2005

MEIO QUE PERDIDO NUM MAR DE CRAQUES...

Mas, se não sou eu pra falar das minhas atuações, quem delas falará?
Então, resolvi colocar alguma coisa que executei e que ficou bem feita.

Veja lá no Arquiteto Comum.
As fotos são do Bruno Cals.
Projeto do arquiteto Franklin Iriarte e a execução e detalhamento, desse arquiblogueiro que vos escreve.

ArealFachadaFundosfev2005We.jpg
Fachada Posterior, a minha preferida. Em primeiro plano a piscina, maravilhosa!

VEJA MAIS!

domingo, fevereiro 13, 2005

FALAR BEM


Adoro poder falar bem dos trabalhos dos outros.
Vivo, por isso mesmo, colocando referências de coisas, textos, imagens, etc, de amigos, conhecidos e parentes, aqui no Observador. As vezes, muitas delas, até de desconhecidos.
Mas sempre com uma característica: coisas de que eu gosto.

Dessa vez vou falar do trabalho de uma Artesã , que realiza um trabalho de alta qualidade e é muito chegada ao “proprietário’ dessa baiúca chamada Observador; minha mulher,Vera Cals, pra mim, Verinha.
Sem me arrastar em detalhes, descrições e outras “mumunhas” mais, vou às imagens.

A-Artista-e-o-Atelier.jpg
Vista do atelier de da artesã

A-Artista-e-seus-Badulaques.jpg
A artesã em pleno trabalho

A Iemanja-e-Apolonia-Web.jpg
Iemanjá e Santa Apolônia. Ao fundo N.S.Aparecida.

A Jorge.jpg A Sebastiao.jpg
São Jorge e São Sebastião

A Iemanja.jpg
Iemanjá, linda, destaque especial

ALTA QUALIDADE!

terça-feira, fevereiro 08, 2005

PHILIP JOHNSON 1906-2005 (Philip Cortelyou Johnson)

Philip Johnson Glass House26cnd-johns.2.jpg johnson.jpg
Philip Johnson, jovem e mais velho.

Um dos maiores arquitetos americanos, morreu no dia 27 de janeiro, aos 98 anos, em sua celebre casa, a Glass House.
Foi encontrado morto pelo seu companheiro David Whitney, com quem viveu 45 anos.

GlassHouseWeb.jpg
Glass House

Autor de alguns dos mais representativos projetos da arquitetura americana , foi sempre uma polêmica e controvertida figura.
Foi associado a John Burgee, de 1967 até 1987, quando retirou-se oficialmente, continuando, no entanto, a prestar assessoria e colaboração. Seu escritório, Philip Johnson & Alan Ritchie, ainda está em plena função.

Como arquiteto, sua vida foi repleta de contradições, valendo como um verdadeiro estudo de variedade do comportamento humano. Apaixonado defensor da arquitetura moderna, foi responsável pela aceitação, nos EUA, de arquitetos europeus , como Gropius e Mies van der Rohe, com quem iniciou seus trabalhos mais sérios.
Inquieto, andou experimentando mudanças diversas, indo do Modernismo ao Classicismo Decorativo, para depois voltar para o Modernismo, mudanças essas que lhe valeram muitas criticas.

Em sua vida particular, o fato de ser homossexual e adepto do Hitlerismo e do fascismo, causou-lhe outros enormes antagonismos e outras tantas dificuldades.

Foi o primeiro vencedor do celebre Pritzker Prize, em 1978, com o projeto do Seagram Building, tendo recebido, em 1978 a Gold Medal do AIA, maior prêmio individual para um arquiteto nos EUA.

Alguns projetos

JohnsonPenzoilWeb.jpg JohnsonAT-Tbuilding.jpg
Penzoil Place e AT&T

Johnson-TexasWeb.jpg
Texas

JohnsoncathedralofhopeWeb.jpg
Cathedral of Hope

Trabalho e vida, fora do comum, Philip Johnson vale ser mais apreciado.
LEIA MAIS, AQUI, E AQUI